sicnot

Perfil

Mundo

Fidel Castro surgiu em público pela segunda vez em menos de uma semana

O ex-Presidente cubano Fidel Castro, de 88 anos, surgiu em público pela segunda vez, em menos de uma semana, informou este sábado a imprensa, marcando o acontecimento com a publicação de um perfil do líder revolucionário. 

O jornal oficial Granma publicou fotos de Castro e noticiou um encontro que o ex-chefe de Estado teve com chefes militares e funcionários públicos.

O jornal oficial Granma publicou fotos de Castro e noticiou um encontro que o ex-chefe de Estado teve com chefes militares e funcionários públicos.

Granma

O jornal oficial Granma publicou fotos de Castro e noticiou um encontro que o ex-chefe de Estado teve com chefes militares e funcionários públicos.

Numa das três fotografias publicadas, Castro parece estar a presidir à reunião e veste um casaco desportivo azul e branco sobre uma camisa com um padrão de xadrez, estando ladeado pelo general Leopoldo Cintra Frias e o ministro cubano do Interior, Abelardo Colomé Ibarra.

O Granma, citado pela AFP, afirma que numa "conversa animada", Castro falou sobre o rápido crescimento populacional e as mudanças climáticas e como a escassez de água e os conflitos internacionais estavam afetavam os preços de bens de consumo.

Lusa

  • Passaram 3 meses e Fidel reapareceu

    Mundo

    São sempre tempos de especulação durante o tempo que o antigo líder cubano fica em silêncio. Pela primeira vez, nos últimos 3 meses, Fidel Castro voltou a aparecer em público.

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.