sicnot

Perfil

Mundo

Camboja condena a 20 anos de prisão monge budista por produção de pornografia

O Supremo Tribunal do Camboja sentenciou a 20 anos de prisão um monge budista por produzir e distribuir pornografia, informou esta segunda-feira a imprensa local. 

"Ainda que o acusado se tenha declarado culpado, os crimes cometidos são graves, afetando tanto a moral social como as regras budistas, bem como causando danos nos valores dos outros monges", referiu o magistrado durante a leitura da sentença. (Arquivo)

"Ainda que o acusado se tenha declarado culpado, os crimes cometidos são graves, afetando tanto a moral social como as regras budistas, bem como causando danos nos valores dos outros monges", referiu o magistrado durante a leitura da sentença. (Arquivo)

© Athit Perawongmetha / Reuters

Neth Khai foi detido em 2010 depois de a polícia do Camboja ter descoberto que tinha tirado fotografias e vídeos de cerca de 600 mulheres durante os banhos de uma cerimónia religiosa com uma câmara escondida. 

O presidente do Supremo Tribunal, o juiz Khim Ponn, disse que as acusações eram tão graves que seria contraproducente aplicar uma pena mais leve, informa hoje o portal do diário The Phnom Penh Post.

"Ainda que o acusado se tenha declarado culpado, os crimes cometidos são graves, afetando tanto a moral social como as regras budistas, bem como causando danos nos valores dos outros monges", observou o magistrado na sexta-feira durante a leitura da sentença. 

Lusa

  • Trabalhos no viaduto terminaram, mas trânsito continua condicionado em Alcântara
    1:23

    País

    Não há, para já, previsão para o restabelecimento da normalidade em Alcântara. Os trabalhos para colocar o viaduto de Alcântara na posição correta, depois do desvio registado num pilar, decorreram esta madrugada. O trânsito mantém-se por isso condicionado no sentido Cascais-Lisboa, como explicou o repórter da SIC, Paulo Varanda.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.