sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 21 mortos em ataques da coligação árabe no Iémen

Pelo menos 21 pessoas morreram esta madrugada e outras 45 ficaram feridas na sequência dos raides aéreos da coligação árabe num bairro residencial em Saná, capital do Iémen, informaram fontes policiais. 

© Khaled Abdullah Ali Al Mahdi

O bombardeamento, que teve como alvo a zona de Sauan, a este de Saná, destruiu mais de nove habitações, e, de entre os escombros, foram removidos corpos de mulheres e crianças, segundo testemunhos recolhidos pela agência noticiosa EFE.

Estes bombardeamentos causaram o maior número de vítimas desde que entrou em vigor a trégua humanitária negociada pela Organização das Nações Unidas (ONU), na passada sexta-feira às 21:59 (hora de Lisboa).

A coligação árabe, liderada pela Arábia Saudita, prossegue os ataques aéreos no Iémen pelo terceiro dia consecutivo, apesar da vigência da trégua humanitária anunciada pela ONU.

No domingo, os aviões de combate atacaram depósitos de armas das forças leais ao ex-Presidente do Iémen, Ali Abdalá Saleh, aliado dos combatentes xiitas, nas montanhas de Al Hefa, situadas no este de Saná, capital do país. 

Estes ataques tiveram como alvo uma posição dos rebeldes nos montes de Al Nahdein, em frente ao palácio presidencial de Saná, e um quartel das Forças Especiais localizado em Al Suad, a sul da zona urbana.

Os bombardeamentos aéreos estenderam-se ainda às áreas da província de Saada, a noroeste de Saná e principal bastião dos rebeldes, bem como a zonas das províncias de Taiz, no sudoeste, Lahesh e ao porto de Adén, no sul.  

Apesar do compromisso com a trégua negociada pela ONU, depois de intensas negociações, os grupos combatentes expressaram as suas dúvidas sobre o cumprimento.

Desde o início dos ataques aéreos da coligação, nos finais de março, mais de 3.000 pessoas morreram no conflito do Iémen e um milhão de habitantes teve que abandonar as suas casas, segundo dados da ONU.

Lusa

  • Número de mortos nos incêndios sobe para 43

    País

    Os incêndios florestais que deflagraram no domingo em várias zonas do país provocaram 43 mortos, disse esta quinta-feira à Lusa a adjunta do comando nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar. Trata-se de um homem que foi encontrado esta quinta-feira.

  • Casas de Luís Filipe Vieira e Pedro Guerra foram alvo de buscas
    2:39

    Desporto

    O caso dos emails levou esta quinta-feira a Polícia Judiciária a fazer buscas no Estádio da Luz e nas casas de Luís Filipe Vieira, o comentador Pedro Guerra e Paulo Gonçalves, o assessor jurídico do clube das águias. O advogado foi constituído arguido, mas só porque um advogado para ser alvo de buscas precisa de ser arguido.

  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos da Liga Europa
    1:48
  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC