sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro romeno formalmente acusado de fraude

O primeiro-ministro da Roménia, o social-democrata Victor Ponta, foi hoje formalmente acusado de fraude, evasão fiscal e branqueamento de capitais, divulgou a procuradoria anticorrupção do país (DNA). 

© Stringer Shanghai / Reuters

Os procuradores referiram que a investigação remonta à época em que o primeiro-ministro era advogado. Segundo ainda os procuradores, foram bloqueados uma parte dos bens de Ponta para, se for o caso, ressarcir o Estado pelos danos sofridos.

Ponta, de 42 anos, esteve esta manhã na sede do DNA para ser ouvido pelos procuradores.

Segundo fontes judiciárias, o primeiro-ministro recusou responder as questões dos procuradores, afirmando que espera as conclusões de um especialista em contabilidade financeira, exigido pela justiça.

O primeiro-ministro foi acusado de "17 infrações de fraude, cumplicidade de evasão fiscal e de branqueamento de capitais" por fatos que remontam entre 2007 e 2011.

Os procuradores acusam-no de receber o equivalente a 55 mil euros de Dan Sova, este também advogado, com o qual assinaria um contrato de colaboração.

Para justificar esta soma, recebeu várias tranches mensais, tendo em 2011 emitido 17 faturas falsas atestando que havia trabalhado para o gabinete de advogados de Sova.

Victor Ponta foi investigado também por conflito de interesses no exercício das suas funções de primeiro-ministro por ter nomeado Dan Sova como ministro duas vezes, em 2012 e 2014.

Entretanto, o DNA não conseguiu lançar um processo neste aspeto, isso porque o parlamento, dominado pela coligação de esquerda de Ponta, recusou-se levantar a imunidade do primeiro-ministro.

No domingo, Victor Ponta já havia renunciado à liderança do seu partido (PSD).

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.