sicnot

Perfil

Mundo

Iranianos saem à rua em Teerão para celebrar acordo nuclear

Os iranianos saíram hoje à noite à rua em Teerão para celebrar o acordo sobre o programa nuclear concluído algumas horas antes em Viena entre o seu país e as grandes potências mundiais.

ABEDIN TAHERKENAREH

Segundo um jornalista da agência de notícias francesa, AFP, no local, pouco depois do fim do jejum do Ramadão, centenas de pessoas começaram a afluir à mais longa avenida da capital do Irão, Valiye Asr, fazendo soar as buzinas dos seus veículos.

O guia supremo iraniano, o ayatollah Ali Khamenei, saudou hoje "os honestos e duros esforços" dos negociadores iranianos por terem conseguido chegar a um acordo com as potências do grupo 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU -- Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido e França -- e a Alemanha).

A mensagem do ayatollah, que foi a sua primeira reação ao acordo anunciado a meio do dia de hoje, foi divulgada na sua conta oficial da rede social Twitter, após um encontro com o Presidente, Hassan Rohani, e o seu Governo durante o intervalo noturno do jejum do Ramadão.

Por sua vez, o Presidente Rohani saudou o apoio do guia supremo (que concentra em si muito poder político e religioso), sublinhando que, sem Khamenei, o acordo sobre o programa nuclear do Irão não teria sido possível.

O culminar de um intenso processo negocial para fechar este dossiê que há 12 anos envenenava as relações internacionais, este acordo, hoje assinado em Viena, torna quase impossível a construção por Teerão de uma bomba atómica durante vários anos, em troca do levantamento, progressivo e reversível, a partir do primeiro semestre de 2016, das sanções internacionais que há vários anos asfixiam a economia iraniana.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30, marcando o reinício da sessão para as 14:15. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.