sicnot

Perfil

Mundo

Guarda Costeira italiana coordena resgate de 2.700 imigrantes no Mediterrâneo

A Guarda Costeira italiana informou que resgatou hoje das águas do Mediterrâneo cerca de 2.700 imigrantes em 13 operações de socorro coordenadas a partir do seu centro de operações em Roma.

Segundo dados da ONU, a confirmar-se a morte dos imigrantes desaparecidos no naufrágio de sábado, desde o início do ano terão morrido em águas do Mediterrâneo cerca de 1600 pessoas, as quais se somam às mais de 3500 que perderam a vida em 2014. (Arquivo)

Segundo dados da ONU, a confirmar-se a morte dos imigrantes desaparecidos no naufrágio de sábado, desde o início do ano terão morrido em águas do Mediterrâneo cerca de 1600 pessoas, as quais se somam às mais de 3500 que perderam a vida em 2014. (Arquivo)

© Handout . / Reuters

Os imigrantes estavam a bordo de 13 embarcações, nove das quais pneumáticas.

O socorro foi prestado por navios da organização Médicos Sem Fronteiras, da Guarda Costeira e da Marinha Militar de Itália, bem como por um navio militar alemão.

Estes resgates ocorreram no mesmo dia em que chegaram à ilha da Sicília 697 imigrantes provenientes de vários resgates feitos nos últimos dias, que tinham sido desembarcados nos portos de Messina, Lampedusa e Augusta, como informou a guarda Costeira.

Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19