sicnot

Perfil

Mundo

Merkel explica política de asilo a menina em lágrimas em risco de deportação

A chanceler alemã, Angela Merkel, enfrentou hoje uma onda de indignação nas redes sociais, após a divulgação de um vídeo mostrando a sua interação, considerada desajeitada, com uma menina palestiniana em lágrimas por estar prestes a ser deportada.

© Axel Schmidt / Reuters

Numa semana em que a Alemanha se confrontou com críticas internacionais pela rigidez das suas atitudes em relação à endividada Grécia, Merkel foi também acusada de frieza, enquanto outros avançavam em sua defesa.

A chefe do executivo alemão encontrava-se num debate público com adolescentes, na cidade de Rostock, no norte do país, no âmbito de uma iniciativa governamental intitulada "Viver Bem na Alemanha".

Como se vê no vídeo transmitido pela televisão pública, a menina palestiniana, chamada Reem, disse a Merkel que a sua família tinha sido informada de que teria em breve de regressar a um campo de refugiados no Líbano só para poder receber um visto de residência temporária na Alemanha.

"Eu queria ir para a universidade", disse Reem, que passou os últimos quatro anos a requerer asilo na Alemanha, em alemão fluente.

"É realmente muito difícil ver como as outras pessoas podem aproveitar a vida e nós não. Não sei o que o futuro me trará", comentou Reem.

Merkel expressou solidariedade antes de defender as políticas de asilo do seu Governo.

"A política pode ser dura", afirmou.

"Tu podes ser uma pessoa extremamente boa, mas também sabes que há milhares e milhares de pessoas em campos de refugiados palestinianos no Líbano", prosseguiu.

A chanceler alemã acrescentou ainda que a Alemanha não poderia suportar o fardo de acolher todas as pessoas que, fugindo à guerra e à pobreza, gostariam de se mudar para a maior economia da Europa em busca de uma vida melhor.

"Não conseguiríamos aguentar", observou.

O debate público continuou por mais alguns minutos, até que Merkel notou que Reem estava a chorar.

"Mas saíste-te muito bem", disse Merkel, fazendo-lhe uma festa.

O moderador interveio: "Não penso, senhora chanceler, que seja uma questão de se sair bem, mas antes de uma situação muito difícil".

"Eu sei que é uma situação difícil -- foi por isso que quis fazer-lhe uma festa", disse Merkel, acrescentando que o que quis transmitir à menina foi que realmente, a sua situação é difícil, mas que descreveu muito bem a situação de muitas, muitas pessoas.

A primeira-ministra alemã não projeta a imagem de uma pessoa de trato fácil, mas após quase dez anos no poder, ainda goza de um impressionante nível de popularidade, de cerca de 70%.

Contudo, o vídeo provocou uma forte reação, com os seus críticos dizendo que falta à líder alemã empatia.

No Twitter, na Alemanha, o tema mais popular foi #Merkelstreichelt (as festas de Merkel).

"Se tem o problema de achar Merkel demasiado simpática, veja este vídeo e preste atenção ao final", escreveu a blogger Sascha Lobo.

"Esta semana tem sido fantástica para a diplomacia pública alemã. O que faltava era a Merkel fazer uma criança refugiada chorar", 'tweetou' o escritor de origem bielorrussa Evgeny Morozov.

No entanto, Merkel também teve defensores.

"Ela foi honesta e claramente nada fria", disse a jornalista de esquerda Ines Pohl.

Pohl disse que teria sido mais cruel fazer falsas promessas à menina ou fugir à pergunta e observou que até a maioria dos alemães começar a apoiar políticas de asilo bastante mais liberais, as mãos de Merkel estão atadas.

A Alemanha acolheu 200.000 requerentes de asilo no ano passado e espera até 450.000 este ano.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.