sicnot

Perfil

Mundo

Casal proibido tenta suicídio no Taj Mahal

Um casal de indianos proibidos de se casarem, por pertencerem a religiões diferentes, tentou suicidar-se, cortando a garganta. Fizeram-no no Taj Mahal, monumento que é um símbolo de amor na Índia.

© Jorge Silva / Reuters

"Um casal, um hindu e uma muçulmana, tentou suicidar-se no Taj Mahal", referiu o responsável da polícia de Agra, Aseem Chaudhary. "A jovem cortou a garganta e o rapaz fez o mesmo a seguir a ela".

Os dois foram descobertos numa poça de sangue no interior do monumento, na quarta-feira à tarde. Mas sobreviveram e encontram-se numa situação estável.

O casamento entre castas ou inter-religiosos é ainda raro em várias regiões da Índia e os casos de "crime de honra", cometidos pelas famílias para defender a sua dignidade, ainda são frequentes.

Citado pelo jornal Times of India, Rajveer Singh,o jovem que se tentou suicidar, disse que ele e a noiva, Shabnam, tentaram "por todos os meios convencer" as respetivas famílias a permitirem o casamento, mas, "as barreiras religiosas ainda são um obstáculo enorme", lamentou.

"Nós decidimos (suicidar-nos) depois de não conseguirmos encontrar outro meio de estarmos juntos", acrescentou.

O Taj Mahal foi construído pelo imperador mongol Shah Jahan para enterrar a sua mulher Mumtaz Mahal, morta durante o parto em 1631.

O monumento é um dos mais conhecidos e visitados na Índia.

Com Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.