sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos dois mortos e 39 feridos à chegada do tufão Nangka ao Japão

Pelo menos duas pessoas morreram e 39 ficaram feridas devido à passagem do tufão Nangka pelo sul e oeste do Japão, que obrigou à retirada de milhares de pessoas e à suspensão de centenas de voos e ligações ferroviárias.


O Nangka, o 11.º tufão da temporada, tocou terra às 23:00 de quinta-feira (15:00 de quinta-feira em Lisboa) perto do cabo Muroto, na ilha de Shikoku, no sul do país, e deslocou-se em direção a noroeste, transportando fortes chuvas e ventos de mais de 160 quilómetros por hora.

As autoridades locais emitiram ordens de evacuação em cinco prefeituras do sul, oeste e centro do Japão, face ao risco de inundações e deslizamentos de terras, instando à retirada de cerca de 350 mil pessoas.

Depois de na véspera ter forçado o cancelamento de mais de 200 voos nacionais e internacionais, as duas principais transportadoras japonesas -- Japan Airlines (JAL) e All Nippon Airways (ANA) -- suspenderam hoje aproximadamente 180 ligações com partida ou chegada previstas para o oeste e sul do Japão.

A operadora ferroviária Shikoku Railway também suspendeu hoje todos os serviços, ao mesmo tempo que a West Japan Railway manteve encerradas também a maioria das suas ligações locais.

As ligações de 'ferry' no Mar Interior do Japão também foram suspensas e troços de autoestradas encerrados devido ao forte tufão.

Às 10:00 locais (02:00 em Lisboa) o Nangka encontrava-se mais debilitado, a norte da prefeitura de Okayama (oeste) e dirigia-se, a uma velocidade de 20 quilómetros por hora, ao Mar do Japão, onde a Agência Meteorológica do Japão advertiu para a ocorrência de fortes chuvas e ventos.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.