sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos quatro mortos à passagem do tufão Nangka pelo Japão

Pelo menos quatro pessoas morreram e 55 outras ficaram feridas na sequência da passagem do tufão Nangka pelo sul e oeste do país, informou hoje a agência Kyodo.

Após tocar terra, esta sexta-feira, na ilha de Shikoku, o tufão, o 11.º da temporada 2015 no Pacífico, deslocou-se em direção a noroeste e atravessou o Mar Interior e as prefeituras Okayama e Tottori, no extremo ocidental de Honshu, a principal ilha do Japão.

Às primeiras horas de hoje, o Nangka, já reduzido a uma depressão tropical, movia-se sobre o Mar do Japão, depois de ter mudado de rumo a leste em direção à península de Noto, em Ishikawa, no centro do país.

O Nangka, que trouxe fortes chuvas e ventos, provocou a morte de pelo menos quatro pessoas, das quais três morreram afogadas depois de terem sido arrastadas pela água.

As autoridades japonesas contabilizaram ainda 55 feridos e estimaram danos em cerca de 220 casas, todas no oeste do país, devido às cheias.

Entre quinta e sexta-feira, aproximadamente 400 voos nacionais e internacionais, com partida ou chegada no oeste e sul do Japão, foram suspensos.

A tempestade também obrigou, na véspera, à suspensão da maioria das ligações ferroviárias no ocidente do país asiático.

Lusa

  • Lei existe há quatro anos mas não tem regulamentação
    2:03
  • Denúncia de maus tratos a cães no canil municipal de Elvas
    2:24

    País

    O Grupo de Intervenção e Resgate Animal denunciou nas redes sociais alegados maus tratos a animais no canil municipal de Elvas. As imagens mostram uma cadela com uma corda ao pescoço. A autarquia abriu um inquérito para averiguar o caso, suspendendo também o trabalho dos voluntários no canil.

  • Dijsselbloem mostra algum arrependimento mas recusa demitir-se
    2:40

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas escusa-se a comentar essa possibilidade. Para já, o holandês não se demite do cargo. Esta quinta-feira ouviu as críticas dos eurodeputados no Parlamento Europeu.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.