sicnot

Perfil

Mundo

México intensifica operações policiais para tentar recapturar "El Chapo"

O Governo do México intensificou a perseguição ao narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán através de uma vasta operação em todo o país e na sequência da sua fuga de uma prisão de máxima segurança há uma semana.

© Reuters Photographer / Reuter

Após a evasão de "Em Chapo" em 11 de julho, o Governo mexicano tem garantido que efetua todos os esforços para capturar de novo o narcotraficante protagonista de uma fuga espetacular e que provocou forte indignação em todo o país.

Na sexta-feira decorreu uma reunião entre os membros do gabinete de segurança do governo e os titulares e representantes das secretarias de segurança pública das 32 entidades federais do México, para ampliar a perseguição ao líder do cartel de Sinaloa.

Os responsáveis pela operação prometeram "redobrar esforços" para a recaptura, enquanto fontes da polícia federal referiram ao diário El Universal que a operação decorre em todo o país, mas com as atenções centradas na zona central do México.

Assim, permanecem sob forte vigilância as fronteiras do Distrito federal, estado do México, Guerrero, Hidalgo, Morelos, Puebla e Tlaxcala, para evitar a fuga de "El Chapo".

Na segunda-feira as autoridades mexicanas anunciaram uma recompensa de 60 milhões de pesos (3,5 milhões de euros) por informações que conduzam à captura de "El Chapo".

Após o anúncio da recompensa, foi disponibilizada uma linha telefónica gratuita para denúncias e informações sobre o caso e exibiu "uma fotografia recente" do narcotraficante, na qual aparece sem bigode e com a cabeça rapada.

Três altos funcionários, incluindo o diretor da prisão, foram entretanto despedidos, segundo revelou o ministro do Interior mexicano, dando conta da suspeita de que "El Chapo" terá contado com a cumplicidade de pessoal da prisão de alta segurança de Altiplano.

Lusa

  • O momento da fuga de "El Chapo"
    1:44

    Mundo

    As autoridades mexicanas divulgaram o vídeo que mostra o momento da fuga de Joaquín Guzman de uma prisão de alta segurança. Um dos maiores narcotraficantes do continente americano conseguiu escapar por um buraco do chuveiro da cela onde se encontrava.

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.