sicnot

Perfil

Mundo

Atentado faz pelo menos 27 mortos na fronteira sírio-turca

Uma explosão na vila turca de Suruc, perto da fronteira com a Síria, matou pelo menos 27 pessoas e feriu mais de 100, relatam as agências de notícias. O ministro do Interior turco já classificou a explosão como um atentado.

Fronteira sírio-turca, entre Suruc e Kobani.

Fronteira sírio-turca, entre Suruc e Kobani.

© Murad Sezer / Reuters

As autoridades locais citadas pela estação televisiva apontavam para um atentado ligado ao Estado Islâmico.

De acordo com os primeiros relatos, houve um incêndio logo após um grande estrondo que arrasou com os vidros do edifício de um centro cultural de Suruc, e as primeiras imagens mostram corpos ensanguentados no chão e as ambulâncias a apressarem-se para o local.

O atentado surge numa altura em que a Turquia tem tentado endurecer o combate a este grupo terrorista islâmico. Na semana passada, as autoridades prenderam dezenas de militantes e simpatizantes do Estado Islâmico, naquilo que foi a ação mais significativa de Ankara contra os terroristas que controlam partes da Síria e do Iraque, países que fazem fonteira com a Turquia.

Suruc alberga um dos maiores campos de refugiados sírios, que procuram escapar ao quarto ano de conflitos no seu país.

O campo de refugiados alberga cerca de 35 mil pessoas.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.