sicnot

Perfil

Mundo

Empresários de construtoras brasileiras condenados pela Justiça e indiciados pela polícia no caso Petrobras

A Operação Lava Jato, que investiga crimes cometidos na brasileira Petrobras, resultou hoje na condenação pela Justiça de empresários da construtora Camargo Corrêa e no indiciamento pela Polícia Federal de Marcelo Odebrecht, presidente da empresa com o mesmo nome.

© Paulo Whitaker / Reuters

As duas construtoras têm ligações com países lusófonos. A Odebrecht é a maior empreiteira brasileira e lidera projetos de infraestruturas também em Portugal, Angola, Moçambique e Guiné Equatorial.

Já a Camargo Corrêa é controlada pelo grupo Camargo Corrêa que, através da sua participada InterceCement, controla mais de 90% da Cimpor (Cimentos de Portugal), e teve como Presidente do Conselho de Administração para África o executivo Armando Vara, detido em Portugal no âmbito da Operação Marquês.

O ex-presidente da Camargo Corrêa, Dalton Avancini, o ex-vice-presidente Eduardo Hermelino Leite e o ex-presidente do Conselho de Administração João Auler são os primeiros empresários de construtoras a serem condenados no âmbito da operação Lava Jato, por corrupção, branqueamento de capitais, associação criminosa e pagamento de suborno durante as obras de duas refinarias, segundo a imprensa brasileira.

Avancini e Hermelino Leite, condenados a mais de dez anos de prisão, fizeram um acordo de "delação premiada", para ceder informações em troca de uma possível redução na pena. Auler recebeu uma pena de nove anos de prisão.

Entre os condenados também estão o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e o "doleiro" (que faz operações ilegais com a moeda) Alberto Yousseff, que também alcançaram um acordo de "delação premiada" e um agente da polícia federal, acusado de realizar a entrega do dinheiro de suborno.

Todos podem ainda recorrer.

Já o presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, foi indiciado hoje pela Polícia Federal juntamente com outras sete pessoas, quatro delas ex-executivos da construtora, sob suspeita de corrupção, branqueamento de ativos, fraude em adjudicações e crime contra a ordem económica, relativos a contratos da Petrobras.

Devido às suas ligações com a Odebrecht, o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou a ser investigado pela Procuradoria federal em Brasília por tráfico internacional de influência, por alegadamente ter favorecido a construtora na obtenção de contratos durante viagens para África e América Latina, entre 2011 e 2014.

Lula da Silva nega ter cometido qualquer ato ilegal e pediu a suspensão do inquérito, enquanto o Ministério Público solicitou informações da Operação Lava Jato para juntar ao inquérito.

Marcelo Odebrecht foi detido no último dia 19 de junho, na 14.ª fase da Operação Lava Jato. Preso no mesmo dia, o presidente da construtora Andrade Gutierrez também foi indiciado, segundo relatório divulgado domingo pela Polícia Federal.

A Andrade Gutierrez, citada pela imprensa brasileira, nega participação em atividades ilegais.

Lusa

  • Pablo Bravo: o chileno suspeito de um assalto milionário em Gaia
    6:01

    País

    As autoridades receiam um aumento da violência nos assaltos de redes sul-americanas em Portugal, à semelhança do que tem acontecido noutros países europeus. Pablo Bravo é um chileno com um longo cadastro criminal que, em Portugal, é suspeito de um assalto milionário a um hipermercado, em Gaia e, dias depois, foi detido em flagrante, em Paris, a tentar roubar uma loja de relógios de luxo.

    Notícia SIC

  • Obras para as novas instalações da SIC já começaram
    1:54

    País

    As obras do novo estúdio da SIC e SIC Notícias vão começar. A ampliação do edifício do grupo Impresa vai unir os funcionários do grupo num único espaço, com uma área de 750 metros. O Presidente da Câmara de Oeiras entregou esta terça-feira a licença de obra.

  • Cada vez mais pessoas viajam no Carnaval e Páscoa
    3:08

    Economia

    A procura de viagens na altura do Carnaval e Páscoa tem vindo a aumentar e vários destinos já estão esgotados já que muitas pessoas optam por tirar dias de férias nesta altura do ano. Em contagem decrescente, as agências de viagens não têm tido mãos a medir com promoções e ofertas para destinos variados e adequados a várias bolsas.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus pais e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Carro "desgovernado" entra em loja e atropela cliente

    Mundo

    O cliente de um mini-mercado no condado de Bronx, em Nova Iorque, sobreviveu de forma incrível ao impacto de um automóvel que entrou loja adentro. Apesar da violência das imagens, o homem sobreviveu e conseguiu mesmo sair da loja pelo próprio pé até ser transportado para o hospital.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.

  • Pulseira deixa sentir os movimentos do bebé ainda na barriga da mãe

    Mundo

    A pulseira Fibo permite que os futuros pais (ou mães) consigam sentir os seus filhos a dar pontapés ainda na barriga da mãe. Desenvolvida por um designer de joias da Dinamarca, a pulseira vai transmitir os movimentos do bebé no útero, de modo a que os pais possam partilhar essa experiência da gravidez.