sicnot

Perfil

Mundo

Explosões e tiros na capital do Burundi

Várias explosões e tiros foram ouvidas hoje à noite em Bujumbura, capital do Burundi, país que realiza terça-feira uma controversa eleição presidencial, devido à recandidatura do atual chefe de Estado a um terceiro mandato.

AP

Segundo a agência noticiosa AFP, várias explosões e tiros foram ouvidos no norte e sul da capital do Burundi.

Testemunhas contactadas pela AFP afirmaram que desconhecidos abriram fogo contra polícias.

As autoridades do Burundi conseguiram pôr fim, em junho, a mais de um mês de protestos quase diários na capital do país, contra uma terceira candidatura à presidência do atual chefe de Estado, Pierre Nkurunziza, no poder desde 2005.

Em maio, conseguiram frustrar uma tentativa de golpe de Estado liderada pelo antigo chefe dos serviços secretos.

Por causa da instabilidade existente no país, mais de 150 mil pessoas do Burundi fugiram para países vizinhos.

Segundo os Médicos Sem Fronteiras, cerca de mil pessoas fogem diariamente do Burundi.

Na votação de terça-feira só participa o atual presidente, porque a oposição decidiu boicotar o escrutínio.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.