sicnot

Perfil

Mundo

Ministro cubano reclama fim de embargo e restituição de terrenos de Guantánamo

O ministro dos Negócios Estrangeiros cubano, Bruno Rodríguez, apelou hoje, em Washington, ao fim do embargo económico dos Estados Unidos contra Cuba e reclamou a restituição dos terrenos da base naval norte-americana de Guantánamo.

© POOL New / Reuters

Falando uma conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo norte-americano, John Kerry, o chefe da diplomacia cubana apontou como pontos "cruciais para uma normalização" das relações entre os dois países o "levantamento completo do embargo e a restituição do território ocupado ilegalmente de Guantánamo, assim como o respeito pela soberania de Cuba e as compensações para o povo cubano pelos danos humanos e económicos".

Em resposta, o secretário de Estado norte-americano referiu que a administração de Barack Obama deseja rapidamente o levantamento do embargo imposto a Cuba desde 1962.

Contudo, ressalvou que, "de momento, não há intenção" por parte dos Estados Unidos de alterar "o tratado de locação" do centro de detenção da baía de Guantánamo, que alberga uma prisão militar.

"Mas compreendemos que seja um ponto importante para Cuba", assinalou.

Estados Unidos e Cuba reataram hoje, oficialmente, relações diplomáticas, com a reabertura das suas embaixadas em Havana e Washington.

Lusa

  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42