sicnot

Perfil

Mundo

Desmond Tutu recebeu alta do hospital

O Nobel da Paz e arcebispo emérito da Cidade do Cabo, Desmond Tutu, recebeu hoje alta após passar uma semana num hospital da cidade sul-africana devido a uma infeção.

© Stringer . / Reuters

O ativista "anti-apartheid" apenas precisará agora de repousar, segundo um comunicado divulgado pela Fundação com o seu nome, citado pela agência espanhola EFE.

"Os médicos foram fantásticos e faremos todos os possíveis para não os dececionar", afirmou a filha do clérigo anglicano, Mpho Tutu.

Desmond Tutu, de 83 anos, deu entrada no hospital na passada quarta-feira por não estar a responder aos antibióticos que tomava contra a infeção que sofria.

A hospitalização do arcebispo não está relacionada com o cancro da próstata que lhe foi diagnosticado há alguns anos, que continua controlado graças à medicação, segundo as mesmas fontes.

A família agradeceu o apoio recebido durante a hospitalização do destacado ativista, que continua a ser uma voz ativa na sociedade civil sul-africana, apesar de os problemas de saúde próprios da idade o terem levado ao hospital várias vezes nos últimos anos.

Desmond Tutu foi galardoado com o Prémio Nobel da Paz em 1984 pela sua denúncia, a partir dos púlpitos, do regime segregacionista do "apartheid" em vigor na África do Sul.

Nos últimos anos envolveu-se, entre outras causas, na luta contra a propagação do vírus da sida, e criticou a corrupção e o suposto autoritarismo do partido no poder no seu país, o seu antigo aliado Congresso Nacional Africano (CNA).

Além de crítico de quaisquer ditaduras e de apoiante da causa palestiniana, Desmond Tutu defende os direitos dos homossexuais e apoia o Tribunal Penal Internacional, criticado como colonialista por numerosos líderes africanos.

Lusa

  • Aviação russa matou mais de 11 mil pessoas na Síria

    Mundo

    Pelo menos 11.612 pessoas morreram na Síria em resultado dos bombardeamentos da aviação russa, aliada do Governo de Damasco, iniciados em 30 de setembro de 2015, de acordo com dados publicados hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

  • Mais de 500 casos de sarampo na Europa este ano, avisa OMS

    Mundo

    Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afetando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Portugal, a OMS reconheceu oficialmente a eliminação do vírus do sarampo no verão do ano passado.