sicnot

Perfil

Mundo

ONU apela à calma no Burundi em dia de eleição presidencial

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, apelou na segunda-feira às autoridades do Burundi para "fazerem tudo para garantir a segurança e a realização pacífica" da eleição presidencial.

© Stringer . / Reuters

Em comunicado publicado horas antes do início do escrutínio, Ban Ki-moon instou "todas as partes a evitarem todas as formas de violência que possam comprometer a estabilidade do Burundi e da região" e "reiterou o seu apelo à retoma de um diálogo franco".

Recordando que a Missão de Observação Eleitoral das Nações Unidas no Burundi (MENUB) destacou observadores para acompanhar as eleições, o secretário-geral da ONU instou "todas as partes a facilitarem o cumprimento da sua missão e pediu em particular ao governo para assegurar a segurança dos observadores".

Cerca de 3,8 milhões de nacionais do Burundi elegem hoje o seu Presidente, numa votação denunciada pela oposição e sociedade.

Na base das críticas está o argumento dos que consideram contrário à Constituição um terceiro mandato do Presidente Pierre Nkurunziza, cuja candidatura afundou o país na pior crise política dos últimos dez anos.

Lusa

  • Explosões e tiros na capital do Burundi

    Mundo

    Várias explosões e tiros foram ouvidas hoje à noite em Bujumbura, capital do Burundi, país que realiza terça-feira uma controversa eleição presidencial, devido à recandidatura do atual chefe de Estado a um terceiro mandato.

  • Pelo menos dois feridos em confrontos entre adeptos do Benfica e do Braga
    1:55

    Desporto

    Antes do jogo do Benfica e do Sporting de Braga, registaram-se confrontos entre os adeptos, no Estádio Municipal de Braga. Os confrontos causaram pelo menos dois feridos. Os benfiquistas queixaram-se de agressões e criticaram a ausência da polícia. Várias viaturas foram danificadas durante os distúrbios e a PSP chegou a separar adeptos do Braga e do Benfica.

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Donald Trump culpa imigrantes por ataque que nunca existiu
    1:01
  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.