sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 30 mortos em quatro atentados com veículos armadilhados em Bagdad

Pelo menos 30 pessoas morreram e 81 ficaram feridas hoje na explosão de quatro veículos armadilhados, um dos quais conduzido por um bombista suicida, em Bagdad e na província de Diyala, no leste do Iraque.

© STRINGER Iraq / Reuters

Uma fonte policial indicou que um veículo carregado de explosivos e conduzido por um terrorista suicida deflagrou num posto de controlo das forças de segurança iraquianas na zona de Al-Tarmiya, a 40 quilómetros a norte da capital, matando quatro agentes policiais e ferindo outros dez.

O segundo veículo explodiu numa movimentada rua de comércio no bairro de al-Jadida, no sul da capital iraquiana, e fez 18 mortos e 42 feridos, na maioria civis, precisou um coronel da polícia.

A mesma fonte, citada pela agência de notícias espanhola, Efe, referiu que o atentado causou danos materiais nos edifícios próximos e nas viaturas estacionadas na zona.

A explosão do terceiro veículo armadilhado ocorreu perto de uma gasolineira na zona de Al-Zafaraniya, no sul da cidade, e fez dois mortos e nove feridos, além de danos materiais.

A quarta viatura, detonada numa zona entre as localidades de Baladruz e Mandali, na província de Diyala, situada a nordeste de Bagdad, causou seis mortos e 20 feridos, de acordo com a mesma fonte.

O Iraque trava desde junho de 2014 uma violenta guerra contra a organização 'jihadista' Estado Islâmico (EI), que conquistou grandes parcelas do território iraquiano e proclamou um califado nas áreas que controla no país e na vizinha Síria.

Na passada sexta-feira, o EI reivindicou um atentado contra um mercado popular em Diyala, que fez cerca de 100 mortos e foi um dos mais sangrentos até agora perpetrados pelos 'jihadistas' no Iraque.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.