sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro navio com ajuda humanitária da ONU chega ao Iémen

Um navio com ajuda humanitária da ONU atracou hoje no porto de Áden, o primeiro da organização a chegar à cidade do sul do Iémen desde o início do conflito há quase quatro meses, anunciou o governador.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Stringer . / Reuters

"É o primeiro navio da ONU que atraca em Áden para entregar ajudar humanitária, desde o início da guerra", desencadeada no final de março pela tomada da cidade por rebeldes xiitas, declarou Nayef al-Bakri aos jornalistas no cais.

O navio foi fretado pelo Programa Alimentar Mundial (PAM), que nas últimas semanas tentou repetidamente fazer chegar ajuda à cidade portuária sem êxito.

Em maio, atracaram em Áden navios enviados pelos Emirados Árabes Unidos.

O cessar-fogo humanitário declarado, no início do mês, pela ONU não foi respeitado.

Durante a última semana, as forças leais ao presidente exilado Abd Rabbo Mansur Hadi reconquistaram a maior parte de Áden, nas mãos dos rebeldes 'huthi' xiitas e aliados.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.