sicnot

Perfil

Mundo

Protestos contra o Governo turco resultam em desacatos em Istambul

O primeiro-ministro da Turquia adianta que as autoridades identificaram um suspeito relacionado com o atentado de Suruc. A pressão sobre o Governo aumenta, já que ao fim de mais de 24 horas, nem o Estado Islâmico nem qualquer outro grupo reivindicou a autoria do ataque bombista.

© Murad Sezer / Reuters

Esta terça-feira, em Istambul, dezenas de pessoas voltaram a manifestar-se, num protesto que acabou em confrontos com a polícia. Foi quando o grupo de manifestantes foi impedido de prosseguir com as faixas e cartazes com palavras de contestação ao governo.

Perante a resistência e inclusive a tentativa de forçar a barreira policial, os agentes anti-motim avançaram e na confusão, instalada, houve alguns murros e socos de ambos os lados.

A polícia levou detidos vários manifestantes, mas não há indicação de quantos ou se ficaram presos.

Os turcos responsabilizam os dirigentes do partido AK, os conservadores que detêm o poder na Turquia.

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Abate de animais nos canis proibido a partir de setembro
    1:35

    País

    O abate de animais nos canis passa a ser proibido a partir de setembro. Só em 2017, foram mortos cerca de 12 mil cães e gatos, uma média de um abate por hora. O Governo lançou um programa de incentivos financeiros de um milhão de euros, que ainda está a decorrer.

  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57
  • Colheita da cereja já arrancou no Fundão
    1:54

    País

    A colheita das primeiras cerejas da época já começou no Fundão. A campanha atrasou um mês em relação a anos anteriores, por causa do inverno que se prolongou, mas os produtores garantem que o fruto é de qualidade.