sicnot

Perfil

Mundo

FedEx anuncia compra à Boeing de 50 aviões de carga modelo 767-300F

A empresa de distribuição e transporte de encomendas norte-americana FedEx anunciou a compra de 50 aviões de carga ao fabricante aeronáutico Boeing, num acordo que inclui uma opção para aumentar o pedido até 100 aparelhos nos próximos anos.

reuters

No caso de a FedEx decidir aumentar o pedido até aos 100 aviões do modelo 767-300F a aquisição deverá rondar cerca de 10.000 milhões de dólares.

Em qualquer dos casos, a compra da FedEx permite à Boeing manter a linha de produção do seu modelo 767-300F pelo menos durante mais dez anos, escreve a agência Efe.

"A aquisição destes aviões 767 adicionais vai-nos permitir reduzir os custos estruturais, melhorar a eficiência energética e aumentar a confiança na nossa rede global", indicou em comunicado o presidente e conselheiro delegado da FedEx Express (a divisão responsável pela compra), David Bronczek.

Os primeiros 50 aviões vão ser entregues à FedEx entre 2017 e 2023.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52