sicnot

Perfil

Mundo

ONU tenta paz entre Governo colombiano e FARC

A ONU vai enviar para Cuba um grupo de peritos para acompanhar as negociações de paz entre o Governo colombiano e as FARC, informaram hoje fontes oficiais.

© John Vizcaino / Reuters

A informação foi confirmada pelo subsecretário geral para os Assuntos Políticos da ONU, Jeffrey Feltman, no fim da sua visita de dois dias à Colômbia, onde abordou com o Presidente Juan Manuel Santos o processo de paz iniciado em novembro de 2012 em Havana.

"As Nações Unidas prepararam uma equipa de especialistas para viajar para Havana em breve para acompanhar a subcomissão técnica do ponto 3 da agenda: o fim do conflito com o objetivo de ajudar a iniciar o debate sobre o sistema de acompanhamento e verificação", refere um comunicado da ONU divulgado em Bogotá.

O Governo colombiano e as FARC tinham solicitado à ONU um grupo de peritos para acompanhar o processo.

Em 12 de julho, os negociadores do Governo e das FARC anunciaram em Havana, sede dos diálogos de paz, ter chegado a um acordo para a redução da escalada do conflito, face ao recrudescimento dos combates nas últimas semanas, a fim de criar condições para um cessar-fogo bilateral e definitivo.

O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou poucos dias depois que iria decidir no espaço de quatro meses se mantém o processo de paz com as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), apesar de as duas partes terem acordado reduzir a escalada do conflito interno.

O cessar-fogo deve ser acompanhado pela entrega das armas pela guerrilha, o que inclui a verificação internacional, e o mesmo deve contar com a assistência técnica de um delegado do secretário-geral da ONU e de outro da presidência da UNASUL, assumida atualmente pelo Uruguai.

Lusa

  • CGD terá de reconhecer imparidades e prepara saída de 2 mil funcionários
    2:45

    Caso CGD

    O novo plano estratégico da Caixa está pronto e foi entregue há duas semanas ao Ministério das Finanças. A SIC sabe que está a ser preparada a saída de 2 mil trabalhadores e que o banco terá de reconhecer imparidades. O Expresso diz que a CGD vai fechar o ano com prejuízos que podem chegar aos 3 mil milhões de euros.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.