sicnot

Perfil

Mundo

ONU tenta paz entre Governo colombiano e FARC

A ONU vai enviar para Cuba um grupo de peritos para acompanhar as negociações de paz entre o Governo colombiano e as FARC, informaram hoje fontes oficiais.

© John Vizcaino / Reuters

A informação foi confirmada pelo subsecretário geral para os Assuntos Políticos da ONU, Jeffrey Feltman, no fim da sua visita de dois dias à Colômbia, onde abordou com o Presidente Juan Manuel Santos o processo de paz iniciado em novembro de 2012 em Havana.

"As Nações Unidas prepararam uma equipa de especialistas para viajar para Havana em breve para acompanhar a subcomissão técnica do ponto 3 da agenda: o fim do conflito com o objetivo de ajudar a iniciar o debate sobre o sistema de acompanhamento e verificação", refere um comunicado da ONU divulgado em Bogotá.

O Governo colombiano e as FARC tinham solicitado à ONU um grupo de peritos para acompanhar o processo.

Em 12 de julho, os negociadores do Governo e das FARC anunciaram em Havana, sede dos diálogos de paz, ter chegado a um acordo para a redução da escalada do conflito, face ao recrudescimento dos combates nas últimas semanas, a fim de criar condições para um cessar-fogo bilateral e definitivo.

O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou poucos dias depois que iria decidir no espaço de quatro meses se mantém o processo de paz com as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), apesar de as duas partes terem acordado reduzir a escalada do conflito interno.

O cessar-fogo deve ser acompanhado pela entrega das armas pela guerrilha, o que inclui a verificação internacional, e o mesmo deve contar com a assistência técnica de um delegado do secretário-geral da ONU e de outro da presidência da UNASUL, assumida atualmente pelo Uruguai.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.