sicnot

Perfil

Mundo

Oito mortos em ataque a aldeia na Nigéria atribuído por residentes ao Boko Haram

Oito pessoas foram hoje mortas por homens armados, presumivelmente do grupo terrorista Boko Haram, numa aldeia no estado de Borno, no nordeste da Nigéria, segundo fontes locais citadas pela agência France Presse (AFP).

EPA

"Os homens armados, que pensamos serem do Boko Haram, chegaram à aldeia perto das 21:00 (20:00 em Lisboa) de ontem [quarta-feira] e mataram oito pessoas", declarou Umar Goni, habitante da aldeia de Pompomari.

"Dirigiram-se primeiro à casa do chefe da aldeia, que por sorte não estava, mataram o seu filho, e depois atacaram a casa de um miliciano" anti-Boko Haram, que foi morto com os seus dois filhos, precisou.

"Mataram ainda outro miliciano na sua casa", acrescentou, "e depois dirigiram-se a uma casa de abrigo para refugiados dos ataques do Boko Haram, e abateram três pessoas".

Yuram Bura, um miliciano que combate o grupo terrorista independentemente do exército nigeriano, confirmou o ataque e o número de mortos.

Pompomari situa-se a cerca de 15 quilómetros de Biu, a maior cidade do sul do Borno, o estado mais afetado pela violência extremista no país mais populoso de África.

No início do mês, a aldeia de Miringa, situada a um quilómetro de Pompomari, sofreu um ataque semelhante, quando dois homens armados juntaram durante a noite 11 homens acusados de se recusarem a juntar-se ao Boko Haram, e os executaram.

A violência do grupo terrorista e as campanhas do exército contra os extremistas já causou mais de 15.000 mortos e 1,5 milhões de refugiados na Nigéria desde 2009.

Lusa

  • Encontradas 120 botijas de gás para "um ou vários atentados"
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.