sicnot

Perfil

Mundo

Presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez acusados pela Procuradoria brasileira

Os presidentes das construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez foram acusados formalmente pelo Ministério Público Federal do Brasil, por suspeita de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras, divulgou hoje a Procuradoria, em conferência de imprensa.

© Paulo Whitaker / Reuters

Ao todo, 22 pessoas foram acusadas formalmente pela Procuradoria brasileira, entre elas supostos operadores dos pagamentos, ex-diretores e funcionários da Petrobras, antigos políticos, executivos das construtoras e os presidentes Marcelo Odebrecht, da empresa com o mesmo nome, e Otávio Marques de Azevedo, da Andrade Gutierrez.

A Odebrecht é a maior construtora brasileira e lidera projetos de infraestruturas também em Portugal, Angola, Moçambique e Guiné Equatorial.

A Andrade Gutierrez dirige igualmente obras em países lusófonos e está entre os principais acionistas da operadora de telecomunicações Oi, que anunciou um processo de fusão com a Portugal Telecom em 2013.

O procurador da República Deltan Dallagnol afirmou, em conferência de imprensa, que as construtoras combinavam resultados de adjudicações e pagavam subornos sobre contratos, além de participarem num esquema de branqueamento de capitais, usando empresas subsidiárias, "offshores" e contas secretas no exterior.

A Procuradoria informou que a Andrade Gutierrez movimentou, em atos de corrupção, 243 milhões de reais (66 milhões de euros) e a Odebrecht, 389 milhões de reais (105,6 milhões de euros).

Dallagnol realçou que a Operação Lava Jato, iniciada em março de 2014, resultou até agora na acusação criminal de 125 pessoas, entre elas 35 empresários ou executivos de empresas, 16 suspeitos de serem operadores dos pagamentos, 39 pessoas ligadas aos operadores, oito executivos da Petrobras, ou ligados à petrolífera, 11 funcionários públicos, quatro ex-políticos e dez pessoas vinculadas aos ex-políticos mencionados.

O valor já restituído aos cofres públicos brasileiros é de 870 milhões de reais (236 milhões de euros), entre eles 385 milhões de reais (104,5 milhões de euros), que se encontravam dispersos por contas bancárias no exterior.

Lusa

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois do tribunal ter desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17
  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31