sicnot

Perfil

Mundo

Vacina contra a malária aprovada pela Agência Europeia do Medicamento

A primeira vacina contra a malária foi hoje aprovada pela Agência Europeia do Medicamento. Os reguladores europeus confirmam que a vacina pode e deve ser administrada no combate à doença. Transmitida por um mosquito, a malária infeta cerca de 200 milhões de pessoas por ano e mata mais de 500 mil crianças em todo o mundo.

© Jim Young / Reuters

A maior parte dos casos de contágio acontece na África subsariana, onde em média morre uma criança por minuto.

A vacina está em desenvolvimento há 30 anos e foi cofinanciada pela Fundação de Bill Gates e da mulher, Melinda. Até ao momento já foram investidos mais de 500 milhões de euros neste fármaco.

Falta agora receber luz verde da Organização Mundial de Saúde e das autoridades nacionais de saúde africanas para que a medicação possa ser implementada.

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.