sicnot

Perfil

Mundo

Hillary Clinton vai testemunhar sobre ataque de Benghazi

Hillary Clinton vai testemunhar publicamente a 22 de outubro na comissão parlamentar de inquérito ao ataque de Benghazi, que provocou a morte do embaixador dos Estados Unidos na Líbia, indicou hoje um porta-voz da candidata à Casa Branca.

© Shannon Stapleton / Reuters

Clinton, que era secretária de Estado na altura do ataque, a 11 de setembro de 2012, foi muito criticada pela forma como geriu o assunto. Os seus adversários republicanos têm usado o caso para criticar a favorita dos democratas para candidata presidencial.

O ataque, que provocou a morte do embaixador Christopher Stevens e de três agentes norte-americanos, deu origem durante meses a uma polémica entre o Governo democrata e o Congresso dominado por republicanos, com audições, inquéritos e relatórios.

A controvérsia começou a propósito da responsabilidade do ataque, com a administração a atribui-lo inicialmente a uma manifestação "espontânea" de muçulmanos em cólera em Benghazi, antes de reconhecer que foi um atentado "terrorista" da autoria de radicais islâmicos.

Os republicanos acusam a administração do presidente Barack Obama e em particular Clinton, como responsável pela diplomacia, de querer esconder os factos e de não ter feito tudo para tentar salvar as vítimas.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47