sicnot

Perfil

Mundo

Hillary Clinton vai testemunhar sobre ataque de Benghazi

Hillary Clinton vai testemunhar publicamente a 22 de outubro na comissão parlamentar de inquérito ao ataque de Benghazi, que provocou a morte do embaixador dos Estados Unidos na Líbia, indicou hoje um porta-voz da candidata à Casa Branca.

© Shannon Stapleton / Reuters

Clinton, que era secretária de Estado na altura do ataque, a 11 de setembro de 2012, foi muito criticada pela forma como geriu o assunto. Os seus adversários republicanos têm usado o caso para criticar a favorita dos democratas para candidata presidencial.

O ataque, que provocou a morte do embaixador Christopher Stevens e de três agentes norte-americanos, deu origem durante meses a uma polémica entre o Governo democrata e o Congresso dominado por republicanos, com audições, inquéritos e relatórios.

A controvérsia começou a propósito da responsabilidade do ataque, com a administração a atribui-lo inicialmente a uma manifestação "espontânea" de muçulmanos em cólera em Benghazi, antes de reconhecer que foi um atentado "terrorista" da autoria de radicais islâmicos.

Os republicanos acusam a administração do presidente Barack Obama e em particular Clinton, como responsável pela diplomacia, de querer esconder os factos e de não ter feito tudo para tentar salvar as vítimas.

Lusa

  • Circulação retomada na A23, mais de 1.600 operacionais no combate às chamas

    País

    A circulação rodoviária na A23 foi completamente restabelecida ao início da manhã depois de ter estado cortada por causa dos incêndios que, no total, mobilizam mais de 1.600 operacionais e contam com reforço espanhol. Nos vários fogos que atingem o país estão 1.648 operacionais no terreno, apoiados por mais de 500 viaturas e 15 meios aéreos.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.