sicnot

Perfil

Mundo

Polícia turca dispersa manifestação contra o grupo Estado Islâmico em Ancara

A polícia turca dispersou hoje, com canhões de água, uma manifestação contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), em Ancara, e fez várias detenções, noticiou a agência noticiosa francesa AFP.

© Stringer Turkey / Reuters

Centenas de pessoas protestaram contra o atentado bombista de segunda-feira, atribuído ao EI, e que causou 32 mortos em Suruç, junto à fronteira com a Síria, e contra o governo do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

A polícia, em número muito superior aos manifestantes, interveio com canhões de água e gás pimenta para dispersar o protesto.

De acordo com os 'media' turcos, a polícia deteve cerca de 30 pessoas.

As autoridades turcas têm demonstrado pouca tolerância relativamente aos protestos contra a campanha de violência dos 'jihadistas', apesar de estar a bombardear alvos do EI na Síria.

Os manifestantes acusaram o governo turco de permitir a entrada de combatentes do EI na Turquia.

As autoridades de Istambul proibiram hoje uma "marcha da paz" contra os 'jihadistas", prevista para domingo na cidade, evocando razões de segurança e perturbações do tráfego.

Em Gazi, no distrito de Istambul, a polícia usou canhões de água para dispersar uma marcha em memória de Gunay Ozaslan, ativista de esquerda morto na sexta-feira durante uma operação policial, disse a agência noticiosa turca Dogan.

Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC