sicnot

Perfil

Mundo

Reino Unido pode referendar permanência na UE em junho de 2016

O jornal Independent on Sunday noticiou hoje, citando uma fonte anónima, que o primeiro-ministro britânico pretende realizar o referendo sobre a permanência do país na UE em junho do próximo ano.

David Cameron, primeiro-ministro britânico

David Cameron, primeiro-ministro britânico

© Darren Staples / Reuters

O "The Independent on Sunday foi informado que David Cameron decidiu junho do próximo ano", afirmou na edição de domingo, citando uma fonte anónima.

Uma porta-voz do gabinete do primeiro-ministro britânico em Downing Street escusou comentar a notícia.

O jornal acrescentou que Cameron deverá anunciar a data do referendo durante a conferência anual do Partido Conservador, em outubro. Não foi possível obter uma reação do partido.

Cameron tinha prometido renegociar os termos da permanência do Reino Unido no bloco europeu antes de realizar um referendo até final de 2017.

A crise na Grécia, durante a qual se colocou a hipótese do país sair da zona euro, influenciou a decisão de antecipar o referendo, o que impedirá a consulta britânica de ser uma questão política nas eleições em França e na Alemanha em 2017, de acordo com o The Independent on Sunday.

David Cameron afirmou já que fará campanha a favor da continuação do Reino Unido na UE, mas está a tentar alterar a legislação que permite que cidadãos dos 28 possam aceder à segurança social britânica, aumentar os poderes de Londres e a possibilidade de recusar maior integração política do bloco.

No mês passado, a Câmara dos Comuns aprovou legislação necessária à realização do referendo, mas que ainda não foi analisada pela Câmara dos Lordes.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC