sicnot

Perfil

Mundo

Descobertos mais de mil casos de abusos sexuais na igreja Jeová australiana desde 1950

Uma investigação pedida pelo Governo australiano revelou que a igreja das testemunhas de Jeová escondeu mais de mil casos de abusos sexuais nos últimos 60 anos.

A comissão descreve as testemunhas de Jeová como uma seita que tem como prática habitual a ocultação de casos de abusos sexuais. (Arquivo)

A comissão descreve as testemunhas de Jeová como uma seita que tem como prática habitual a ocultação de casos de abusos sexuais. (Arquivo)

© Edgard Garrido / Reuters

Os casos foram descobertos pela comissão criada no país em 2013 para investigar abusos sexuais de menores dentro da Igreja Católica, numa investigação que passou a abranger também outras igrejas.

A comissão descreve as testemunhas de Jeová como uma seita que tem como prática habitual a ocultação de casos de abusos sexuais.

Pelo menos um alto membro das testemunhas de Jeová australiano admitiu perante a comissão que a igreja não reportou os casos porque não quis que as mulheres dos pastores e os fiéis da igreja soubessem dos casos, ocorridos desde 1950.

Há cerca de 68 mil seguidores das testemunhas de Jeová na Austrália. Em todo o mundo, serão cerca de oito milhões.

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada desde domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.