sicnot

Perfil

Mundo

Rede interna do Pentágono desativada após atividade "suspeita"

Parte da rede interna de correio eletrónico não classificado do departamento de Defesa dos Estados Unidos foi desativada durante o fim de semana, ao detetar "atividade suspeita", disseram, na terça-feira, fontes do Pentágono à CNN.

Uma perspetiva aérea sobre o Pentágono. (Arquivo)

Uma perspetiva aérea sobre o Pentágono. (Arquivo)

© Jason Reed / Reuters

O encerramento temporário afetou a rede que é usada pelo chefe de Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, Martin Dempsey, para trocar correio eletrónico não classificado com centenas de militares e pessoal civil da Defesa, indicou a cadeia televisiva.

Apesar de o Pentágono não ter especificado a natureza exata da "atividade suspeita", indicou que foi aberta uma investigação dirigida pelo comando cibernético do exército.

Este incidente acontece depois de, em junho, ter sido relevado um ciberataque ao Governo dos Estados Unidos, que os meios de comunicação do país atribuíram a piratas informáticos chineses e que afetou informação "sensível" de 21,5 milhões de pessoas, segundo a Administração.

  • Negociações serão difíceis e manter a unidade também
    0:32
  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor