sicnot

Perfil

Mundo

Rússia veta na ONU criação de tribunal sobre queda de Boeing na Ucrânia

A Rússia vetou, na quarta-feira, uma resolução do Conselho de Segurança da ONU para a criação de um tribunal internacional que investigasse a queda do Boeing malaio no leste da Ucrânia, com quase 300 passageiros a bordo.

© Sergei Karpukhin / Reuters

Onze dos 15 membros do Conselho de Segurança votaram a favor da resolução, que foi apresentada pela Austrália, Bélgica, Malásia, Holanda e Ucrânia. Angola, China e Venezuela abstiveram-se.

A resolução foi apoiada pelo Reino Unido, França e Estados Unidos, que acusaram os separatistas pró-russos de abaterem o Boeing 777 com um míssil fornecido pela Rússia.

Moscovo nega qualquer envolvimento e culpa o exército ucraniano. Na quarta-feira, o embaixador russo Vitaly Churkin fez uma extensa defense das ações da Rússia.

"Qual é a base para se garantir a imparcialidade desta investigação?", perguntou Churkin perante o conselho, apontando o dedo à "propaganda agressiva dos media".

Dias antes do primeiro aniversário da tragédia ocorrida a 17 de julho do ano passado, um relatório elaborado por investigadores holandeses responsabilizou diretamente os rebeldes, sustentando que estes abateram o avião com um míssil terra-ar.

Por seu lado, o Presidente russo, Vladimir Putin, defendeu, na véspera do aniversário, que se deve concluir quanto antes a investigação do incidente, ao conversar por telefone com o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte.

Putin considerou ainda "prematura e contraproducente" a possibilidade de se criar um tribunal internacional para julgar os culpados da queda do avião.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.