sicnot

Perfil

Mundo

Surfista atacado por tubarão na costa leste da Austrália em estado grave

Um surfista ficou esta quinta-feira em estado grave após ser atacado por um tubarão numa praia da costa leste da Austrália, no estado de New South Wales.

Os especialistas dizem que estes ataques estão a aumentar à medida que os desportos aquáticos se tornam mais populares. (Arquivo)

Os especialistas dizem que estes ataques estão a aumentar à medida que os desportos aquáticos se tornam mais populares. (Arquivo)

© David Gray / Reuters

Dois surfistas, que estavam também no mar, foram de imediato em auxílio do seu colega, com toalhas para estancar o sangue enquanto as equipas médicas não chegavam ao local.

De acordo com um comunicado da polícia de New South Wales foi ainda na praia que "os serviços de emergência assistiram o homem, que sofreu perfurações nos pés e mãos", encontrando-se em estado grave, mas estável.

O ataque aconteceu no sul de Ballina, um ponto turístico a cerca de 740 quilómetros a norte de Sydney, local onde, ainda este mês, um praticante de 'bodyboard' ficou gravemente ferido devido a um outro ataque de tubarão.

No domingo, quatro praias da região foram fechadas após numerosos avistamentos de tubarões, com as autoridades a indicarem que a presença de isco estava a atrair grandes tubarões para aquela zona.

Os especialistas dizem que estes ataques estão a aumentar à medida que os desportos aquáticos se tornam mais populares.

Apesar disso, as mortes continuam a ser raras nestas circunstâncias.

Lusa

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC

  • Aberta nova frente de guerra no Iraque
    1:20

    Mundo

    Uma nova frente de guerra no Iraque está aberta. O exército de Bagdade combate as forças curdas e luta pelo controlo da província petrolífera de Kirkuk. Na origem da ofensiva está o referendo não reconhecido à independência do Curdistão.