sicnot

Perfil

Mundo

Imigração é a grande preocupação em inquérito da Comissão Europeia

A imigração é a principal preocupação dos europeus, à frente dos problemas económicos e do desemprego, segundo um inquérito promovido pela Comissão Europeia.

© Stringer Indonesia / Reuters

Num inquérito semelhante, realizado em novembro passado, a situação económica, o emprego e os défices públicos estavam no topo da lista.

Desde então, a imigração tem sido um tema quente, com a Itália, Grécia e Malta a ter que lidar com chegadas sem precedentes por via marítima de África e do Médio Oriente.

De acordo com o inquérito Primavera 2015 Standard Eurobarometer", 38 por cento dos entrevistados em toda a União Europeia elegem a imigração como a sua principal preocupação, 27 por cento a situação económica e 24 por cento a taxa de desemprego.

A imigração é o tema de maior preocupação para os inquiridos, com destaque para Malta (65 por cento) e Alemanha (55 por cento).

A preocupação com o terrorismo na União Europeia também aumentou em relação ao inquérito realizado em novembro, subindo seis pontos percentuais para 17 por cento.

Em Itália, onde dezenas de milhares de imigrantes fogem a bordo de barcos frágeis através do Mediterrâneo, a imigração era a principal preocupação para 43 por cento dos inquiridos.

O inquérito envolveu mais de 30.000 pessoas em todos os Estados membros da União Europeia e países candidatos.

Lusa

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC