sicnot

Perfil

Mundo

Grupo Estado Islâmico executa três jovens na Síria por atos de sodomia

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) executou três jovens na periferia da cidade síria de Hama, depois de os acusar da prática de "atos de sodomia", informou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

 (Arquivo)

(Arquivo)

© Joe Penney / Reuters

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, esta organização não-governamental síria recebeu um vídeo com elementos do EI a dispararem sobre a cabeça dos jovens, os quais tinham os olhos vendados e estavam rodeados de dezenas de cidadãos, incluindo crianças.

Um tribunal islâmico, criado pelo grupo extremista, sentenciou os três jovens à pena de morte por "difundirem a perversão na terra e por tentarem alterar o instinto dos muçulmanos", refere o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

A 24 de julho último, o EI lançou do topo de um edifício, na cidade de Palmira, dois homens, apedrejando-os de seguida, por supostamente realizarem "práticas indecentes com outro homem e atos de sodomia".

O grupo Estado Islâmico proclamou, há um ano, um califado na Síria e no Iraque, detendo partes consideráveis destes territórios, nos quais impôs uma versão radical da sharia, a lei islâmica.

Lusa

  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Grafitter morre após cair do telhado da estação de Sete Rios
    0:57

    País

    Um grafitter morreu no sábado na estação intermodal de Sete Rios, em Lisboa. O jovem caiu de uma altura de seis metros, enquanto fazia um grafitti. As autoridades terão sido alertadas por um amigo, mas quando o INEM chegou o jovem de 21 anos já estava morto.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Pelo menos 22 corpos retirados de hotel atacado em Cabul

    Mundo

    Pelo menos 22 corpos foram removidos do hotel de Cabul, no Afeganistão, atacado neste fim de semana pelos talibãs e alguns serão difíceis de identificar por estarem calcinados, de acordo com um novo relatório do Ministério da Saúde.

  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.