sicnot

Perfil

Mundo

Baterista dos AC/DC declara-se inocente da acusação de violação da prisão domiciliária

O baterista da banda australiana AC/DC, Phil Rudd, declarou-se esta segunda-feira inocente em tribunal. Em causa está uma violação da prisão domiciliária, por beber álcool.

Phil Rudd tinha sido condenado a oito meses de prisão domiciliária a 9 de julho, por ter ameaçado um antigo empregado e por posse de metanfetaminas e marijuana.

Phil Rudd tinha sido condenado a oito meses de prisão domiciliária a 9 de julho, por ter ameaçado um antigo empregado e por posse de metanfetaminas e marijuana.

Alan Gibson / AP

Phil Rudd tinha sido condenado a oito meses de prisão domiciliária a 9 de julho, por ter ameaçado um antigo empregado e por posse de metanfetaminas e marijuana.

Em julho, Rudd foi apanhado pelas autoridades enquanto dava uma festa em casa. Estava a consumir álcool, o que viola as regras da prisão domiciliária, na Nova Zelândia. Ainda assim, o consumo de álcool é a menos grave das violações à prisão domiciliária.

  • Mais de 1600 fiscalizações a IPSS em dois anos
    1:05

    Expresso da Meia Noite

    Nos últimos dois anos, o Estado fez mais de 1600 ações de fiscalização a Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), das quais resultaram mais de 70 destituições e 80 participações ao Ministério Público. Os números foram avançados pela secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, no programa Expresso da Meia-noite, na SIC Notícias.