sicnot

Perfil

Mundo

Imigrante clandestino morre asfixiado dentro de mala quando tentava entrar em Espanha

Um marroquino de 27 anos morreu asfixiado dentro de uma mala colocada no porta-bagagens de uma viatura que seguia a bordo um ferry, quando tentava entrar ilegalmente em Espanha, anunciou esta segunda-feira a Guarda Civil.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Pascal Rossignol / Reuters

O seu irmão, de 34 anos, embarcou legalmente com um veículo a bordo do ferry que liga Melilha (enclave espanhol em Marrocos) e Almeria (sul de Espanha).

"Aparentemente, ele tentou que o irmão entrasse clandestinamente em Espanha, escondendo-o a bordo do veículo", declarou um porta-voz da Guarda Civil.

Durante a viagem, descobriu que o seu irmão não estava a respirar e alertou a tripulação. Todos os esforços de reanimação por parte da tripulação do ferry e dos socorristas no Porto de Almeria não deram resultados, segundo a agência noticiosa AFP.

O irmão mais velho foi preso e acusado de homicídio involuntário.

No início de maio, um menino de oito anos foi encontrado escondido numa mala pela Guarda Civil, na fronteira entre Marrocos e Ceuta. O seu pai, residente em Espanha, tentou levá-lo clandestinamente para o país porque o seu salário não era suficiente para fazer um pedido de residência para a criança.

A imagem de raios-X do menino, escondido em posição fetal, suscitou a indignação em Espanha, onde ele finalmente obteve autorização de residência provisória e encontrou os seus pais.

Lusa

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.