sicnot

Perfil

Mundo

Sete mortos em ataques de jacarés e hipopótamos este ano em aldeia angolana

Ataques de hipopótamos e de jacarés mataram sete pessoas entre janeiro e julho apenas numa pequena aldeia do município de Camacupa, na província angolana do Bié, de acordo com relatos transmitidos esta segunda-feira pela imprensa local.

Os hipopótamos provocam incidentes com a população e a destruição de campos agrícolas, arruinando o cultivo de subsistência. (Arquivo)

Os hipopótamos provocam incidentes com a população e a destruição de campos agrícolas, arruinando o cultivo de subsistência. (Arquivo)

© David W Cerny / Reuters

Segundo os populares, os ataques de jacarés acontecem junto à zona ribeirinha da comuna de Umpulo, nomeadamente quando vão a banhos ou tentam cruzar o curso de água local para a outra margem, afetando ainda camponeses e pescadores artesanais.

Além da ameaça dos jacarés, que atacam diretamente crianças e adultos, esta pequena comuna (localidade) da província do Bié, no centro de Angola, tem vindo a enfrentar as investidas de hipopótamos que provocam incidentes com a população e a destruição de campos agrícolas, arruinando o cultivo de subsistência.

As autoridades locais anunciaram a realização de campanhas de sensibilização para retirar estas populações das zonas mais perigosas de Camacupa, com vista a travar estes conflitos homem/animal.

Lusa

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.