sicnot

Perfil

Mundo

Governo indiano fecha páginas de pornografia na internet

As páginas indianas de pornografia na internet começaram esta terça-feira a estar indisponíveis, na sequência de uma diretiva do governo de Narendra Modi, que proibiu 857 delas para adultos.

A ordem foi emitida na passada sexta-feira pelo departamento de Eletrónica e Tecnologias de Informação indiano, mas algumas das principais empresas fornecedoras de serviços de internet continuam a permitir o acesso a sítios pornográficos na Internet. (Arquivo)

A ordem foi emitida na passada sexta-feira pelo departamento de Eletrónica e Tecnologias de Informação indiano, mas algumas das principais empresas fornecedoras de serviços de internet continuam a permitir o acesso a sítios pornográficos na Internet. (Arquivo)

© Anindito Mukherjee / Reuters

A ordem foi emitida na passada sexta-feira pelo departamento de Eletrónica e Tecnologias de Informação indiano, mas algumas das principais empresas fornecedoras de serviços de internet continuam a permitir o acesso a sítios pornográficos na Internet.

Na passada semana, o Supremo Tribunal indiano recusou um pedido de um advogado que, a título particular, pedia a aplicação desta medida.

Esta restrição "é uma violação do artigo 21.º (direito à liberdade individual)", disse o presidente do Supremo, H.L. Dattu, em 08 de julho.

O antigo vice-ministro da Tecnologia e Informação Milind Deora afirmou, na rede social Twitter, que o "governo deu mais um passo para a 'talibanização' da Índia".

Esta proibição "não tem a ver com gostar, ou não, de pornografia. É um sequestro das liberdades individuais. O que vão proibir a seguir, o telefone e a televisão?", acrescentou.

"Recuso a acusação de que este é um governo talibã, como disseram alguns críticos. O nosso governo apoia a liberdade dos 'media', respeita a comunicação nas redes sociais e respeitou sempre a liberdade de comunicação", sublinhou o ministro das Telecomunicações, Ravi Shankar Prasad.

Uma fonte da indústria da Internet, que pediu o anonimato, disse à agência noticiosa espanhola EFE que o governo trabalha, desde finais do ano passado, na constituição de uma lista de páginas eletrónicas com este tipo de conteúdos.

"Há um total consenso sobre a necessidade de fechar páginas de pornografia infantil, mas o mesmo não acontece com conteúdos gerais de adultos porque essa é uma decisão pessoal e uma questão de liberdade individual", disse.

"É uma questão de tempo até que um particular leve esta ordem ao Supremo Tribunal e consiga a sua suspensão", acrescentou.

Uma fonte oficial indicou à agência noticiosa indiana PTI que o governo está a pensar nomear um responsável para este manter uma revisão constante destas páginas.

De acordo com as estatísticas relativas ao ano passado, difundidas pelo portal da Internet Pornhub, um dos mais importantes do setor, a Índia é o quarto país do mundo em tráfego de conteúdos para adultos.

"É muito fácil aceder a estas páginas através de um servidor 'proxy' que oculte o endereço IP ou a partir de uma VPN (rede virtual privada)", disse um perito.

Lusa

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Trump volta a apelar ao fim do programa nuclear de Pyongyang
    1:43

    Mundo

    Donald Trump voltou a apelar à Coreia do Norte para que abandone o programa nuclear e opte pela via do diálogo. O Presidente dos Estados Unidos chamou à Casa Branca, para uma reunião extraordinária, todos os senadores norte-americanos para serem informados sobre a atual crise com a Coreia do Norte.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.