sicnot

Perfil

Mundo

Reino Unido prolonga até 2017 missão dos aviões 'Tornado' no Iraque

O Governo britânico estendeu, até 2017, a missão dos seus aviões `Tornado´ no Iraque, onde participam nos ataques aéreos contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), informou esta terça-feira o ministro da Defesa, Michael Fallon.

(Arquivo)

(Arquivo)

Fallon, que se encontra a visitar o Iraque, sublinhou que, com a decisão de manter este tipo de bombardeamentos, pretende assegurar que "se mantêm o tempo necessário para a operação".

O esquadrão de Tornado GR4, com base no Chipre, ia deixar a missão em março de 2016, mas agora o Governo britânico decidiu prolongar a missão mais um ano, até março de 2017, pela sua especialização em ataques aéreos.

A permanência destes doze bombardeiros garantirá que a Real Força Aérea (RAF) retenha "o fogo de precisão" e as capacidades de "processamento de informação e vigilância", declarou o ministro conservador.

Fallon afirmou também que não há planos de enviar tropas de infantaria para combater no Iraque, onde o exército iraquiano tenta repelir o EI, que controla parte do território desse país e da Síria, onde se estabeleceu um califado.

O Reino Unido, que realizou cerca de 5% dos bombardeamentos da coligação internacional aliada contra o autoproclamado EI no Iraque, não está a participar na operação paralela na Síria, para a qual precisaria de aprovação parlamentar.

Lusa

  • "Fiquei absolutamente perplexo com a escolha de Elina Fraga"
    0:43

    País

    Rogério Alves diz que ficou perplexo com a escolha de Elina Fraga para a vice-presidência do PSD. Em declarações à TSF e Diário de Notícias, o antigo bastonário da Ordem dos Advogados lembra as divergências com o governo de Passos Coelho, sobretudo em matérias de justiça.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07