sicnot

Perfil

Mundo

Mortos civis no conflito afegão atingem valor mais elevado desde 2009

O número de vítimas civis resultante do conflito afegão atingiu um novo recorde durante a primeira metade de 2015, com 1.592 mortos e 3.329 feridos, anunciaram hoje as Nações Unidas (ONU).

APTN

No relatório semestral publicado hoje, a Missão das Nações Unidas no Afeganistão (UNAMA) registou um decréscimo de 6% das mortes relativamente ao primeiro semestre de 2014, mas revela um aumento de 4% no número de pessoas feridas no combate contra os rebeldes, em ataques e assassínios.

No total, o número de vítimas do conflito aumentou 1% em relação ao ano passado, registando 4.921 pessoas mortas e feridas. Este número, atingido sete meses após o fim da missão da NATO no Afeganistão, é o mais elevado desde 2009, ano em que se iniciaram as estatísticas e o surto de violência no país.

De acordo com o relatório, os conflitos, em terra, entre os insurgentes e as forças de segurança afegãs são a principal causa de morte e de ferimentos, representando 70% do número total de mortos e feridos.

"As frias estatísticas sobre as mortes de civis não refletem o horror da violência no Afeganistão", afirmou o chefe da UNAMA.

Desde dezembro passado e do fim da missão de combate da NATO, o exército afegão e as forças policiais estão a enfrentar sozinhos os combatentes islâmicos, principalmente talibãs.

No Afeganistão encontram-se ainda cerca de 13 mil tropas estrangeiras, mas a sua missão limita-se à formação dos afegãos.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.