sicnot

Perfil

Mundo

Queda de helicóptero na Colômbia matou 16 polícias

Dezasseis polícias morreram na terça-feira na Colômbia quando um helicóptero em que se deslocavam caiu numa floresta do país, revelaram as autoridades locais.

APTN

Os polícias em questão combatiam o cartel Clan Usuga, especializado no tráfico de droga, e o grupo que se deslocava no helicóptero envolvia 18 agentes, dos quais apenas dois sobreviveram, embora mesmo estes se encontrem gravemente feridos.

O "mau tempo" foi apontado pelo ministro da Defesa do país, Carlos Villegas, como uma das possíveis causas do acidente.

De acordo com o governante, o helicóptero deslocava-se a uma velocidade superior a 180 quilómetros por hora e as "nuvens baixas" terão impedido o piloto de ver a colina onde o aparelho viria a embater.

Este é o segundo acidente aéreo recente envolvendo as forças de segurança da Colômbia, depois da na sexta-feira 11 soldados terem morrido numa queda de um avião.

Lusa

  • Chuva deixa em alerta 12 distritos do continente

    País

    Doze distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva, que pode ser pontualmente forte e acompanhada por trovoadas e granizo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • A experiência de um embaixador português na Coreia do Norte
    2:58

    País

    A Coreia do Norte tem o maior orçamento militar do mundo e o seu arsenal nuclear acaba por dar-lhe acesso a uma possível cimeira com os Estados Unidos. A pobreza e o culto da personalidade foram testemunhados pelo embaixador, José Manuel de Jesus, que visitou várias vezes Pyongyang.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.