sicnot

Perfil

Mundo

Queda de helicóptero na Colômbia matou 16 polícias

Dezasseis polícias morreram na terça-feira na Colômbia quando um helicóptero em que se deslocavam caiu numa floresta do país, revelaram as autoridades locais.

APTN

Os polícias em questão combatiam o cartel Clan Usuga, especializado no tráfico de droga, e o grupo que se deslocava no helicóptero envolvia 18 agentes, dos quais apenas dois sobreviveram, embora mesmo estes se encontrem gravemente feridos.

O "mau tempo" foi apontado pelo ministro da Defesa do país, Carlos Villegas, como uma das possíveis causas do acidente.

De acordo com o governante, o helicóptero deslocava-se a uma velocidade superior a 180 quilómetros por hora e as "nuvens baixas" terão impedido o piloto de ver a colina onde o aparelho viria a embater.

Este é o segundo acidente aéreo recente envolvendo as forças de segurança da Colômbia, depois da na sexta-feira 11 soldados terem morrido numa queda de um avião.

Lusa

  • População ajuda a salvar quartel dos bombeiros das chamas na zona de Viseu
    2:17
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão