sicnot

Perfil

Mundo

Grupo Estado Islâmico reivindica atentado contra mesquita saudita frequentada por polícias

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou hoje o atentado suicida que fez 15 mortos numa mesquita frequentada por agentes das forças especiais da Arábia Saudita em Abha.

Um comunicado do movimento extremista refere que o atentado foi cometido por um atacante suicida, identificado como Abu Sinan al-Najdi, que detonou um cinto de explosivos.

O atacante, que conseguiu infiltrar-se no local, "matou e feriu dezenas" de pessoas, referiu o grupo extremista, que ameaça realizar outros ataques nos próximos dias contra "os tiranos da península arábica".

Segundo o Ministério do Interior saudita, 15 pessoas -- 12 polícias e três funcionários -- morreram no atentado, que ocorreu durante a oração do meio-dia na mesquita do quartel-general das forças especiais em Abha, capital da província de Assir, próxima da fronteira com o Iémen.

Três outros atentados suicidas perpetrados em julho e em maio na Arábia Saudita também foram reivindicados pelo EI, grupo radical sunita que está presente em vários países árabes, nomeadamente na Síria e no Iraque, onde controla vastas áreas de território.

Lusa

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.