sicnot

Perfil

Mundo

Imigrante detido no Reino Unido após atravessar o Canal da Mancha a pé

As autoridades britânicas anunciaram hoje a detenção de um sudanês, na terça-feira passada, à saída do Canal da Mancha, no Reino Unido, após atravessar os quase 50,5 quilómetros do Eurotúnel a pé.

© Peter Nicholls / Reuters

O imigrante, Abdul Rahman, de 40 anos, proveniente do Sudão, está atualmente a aguardar julgamento no Tribunal de Medway, onde irá responder pelo crime de "obstrução de instalações ferroviárias".

As autoridades francesas comunicaram que, nessa mesma noite, cerca de 600 imigrantes ilegais tinham tentado atravessar o túnel.

Nas últimas semanas, já se contabilizaram pelo menos nove imigrantes mortos.

As autoridades britânicas do Condado de Kent, região do sudeste de Inglaterra onde se encontra a saída do Eurotúnel, advertiram para o facto da inexistência de mais camas para acomodar os menores não acompanhados que conseguem atravessar o canal.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.