sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 240 mil mortos em quatro anos de guerra na Síria

A guerra na Síria matou, em quatro anos, mais de 240 mil pessoas, incluindo perto de 12 mil crianças, revela um novo balanço do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, com sede em Londres, no Reino Unido.

Trata-se de uma revisão em alta, de mais de dez mil mortos, em cerca de dois meses, de acordo com a organização, que dispõe de uma vasta rede de fontes na Síria e contabiliza o número de mortes desde o início da guerra.

O diretor do Observatório, Rami Abdel Rahmane, precisou, citado pela agência noticiosa francesa AFP, que a revolta contra o regime do Presidente Bashar al-Assad, que começou em março de 2011, fez 240.381 mortos.

Entre os civis, as baixas ascendem a 71.781, incluindo 11.964 crianças.

Pouco mais de um terço das mortes, 88.616, verificou-se nas forças do regime - soldados, milicianos das Forças de Defesa Nacional, membros do Hezbollah xiita libanês e milicianos xiitas de outros países.

O balanço enumera 42.384 mortos entre os combatentes de nacionalidade síria - rebeldes, desertores, 'jihadistas' e curdos.

Dos 'jihadistas' provenientes do estrangeiro que se juntaram na Síria ao conflito, 34.375 morreram.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos reporta ainda 3.225 mortos cuja identidade é desconhecida, e crê que o balanço real ultrapasse os mais de 240 mil contabilizados.

A contagem não inclui os mais de 30 mil desparecidos, incluindo fiéis ao regime, rebeldes e mais de quatro mil pessoas raptadas pelo autoproclamado Estado Islâmico, uma organização extremista.

Também não engloba as centenas de curdos e não-curdos estrangeiros que lutam contra o Estado Islâmico ao lado das unidades de proteção do povo curdo.

O conflito na Síria começou pela repressão de manifestações antigovernamentais pacíficas, que degeneraram em revolta armada e, depois, numa guerra civil.

Os combates envolvem forças leais ao regime de Bashar al-Assad, rebeldes, curdos e 'jihadistas', num território com mais de metade da população deslocada ou refugiada.

Lusa

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.