sicnot

Perfil

Mundo

"O pátio das cantigas" entre os 10 filmes portugueses mais vistos da década

A comédia "O pátio das cantigas", de Leonel Vieira, somou na primeira semana de exibição mais de 134.000 espectadores, o que o coloca entre os dez filmes portugueses mais vistos da década.

De acordo com os dados estatísticos semanais do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), o filme registou 134.955 espectadores e cerca de 693.000 euros de receita bruta de bilheiteira, desde que se estreou, a 30 de julho.

Nessa semana de exibições, só ficou atrás do filme de animação "Mínimos", visto por 217.000 espectadores.

Do total de filmes portugueses estreados em sala desde 2004, "O pátio das cantigas" figura em nono lugar, com menos de metade do líder de audiências, "O crime do padre Amaro", de Carlos Coelho da Silva, que soma cerca de 380.000 espetadores.

"O pátio das cantigas" é a primeira de três homenagens de Leonel Vieira aos clássicos do cinema português e baseia-se no filme realizado em 1942 por Francisco Ribeiro (Ribeirinho), na altura com Vasco Santana e António Silva nos principais papéis.

"Não refilmei o guião, distanciei-me muito, peguei em alguns elementos que mantive, que são para mim uma homenagem ao filme que nos inspira", afirmou o realizador à agência Lusa, antes da estreia.

O novo filme conta com os atores Miguel Guilherme e César Mourão nos papéis antes interpretados por António Silva e Vasco Santana, respetivamente.

"O pátio das cantigas", de 1942, é considerado uma das comédias mais populares do cinema português, feita na chamada "época de ouro", nas décadas de 1930 e 1940, juntando-se a outros filmes como "A Canção de Lisboa" (1933), "O pai tirano" (1941) e "O Costa do Castelo" (1943).

A homenagem referida por Leonel Vieira inclui ainda os novos filmes "O Leão da Estrela", que deverá chegar aos cinemas pelo natal, e "A Canção de Lisboa", com estreia marcada para 2016.

Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.