sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos seis mortos em ataque dos talibãs no Afeganistão

Pelo menos seis pessoas morreram hoje num ataque suicida dos talibãs contra a polícia afegã, a sul de Cabul, no primeiro ataque dos rebeldes islâmicos desde o anúncio da morte do seu líder, mullah Omar, na semana passada. Num outro incidente, 17 pessoas morreram na queda de um helicóptero militar.

APTN/SIC

Segundo o governador da província de Logar, Halim Fedaye, um bombista suicida, ao volante de um camião, fez-se explodir diante do posto de polícia de Pul-e Alam, capital provincial, a cerca de cem quilómetros a sul de Cabul.

"A explosão foi tão potente que três prédios ao redor foram fortemente atingidos", disse à agência AFP Mohammad Qari Wara, chefe adjunto da polícia provincial, avançando um balanço de seis mortos, entre os quais três polícias e três civis, e três feridos.

Um assessor do governador confirmou este número à AFP.

Entretanto, uma outra fonte policial referiu à agência EFE que há oito mortos e 20 feridos, entre os quais mulheres e crianças.

O anúncio da morte do mullah Omar provocou a rápida eleição do seu sucessor, mullah Akhtar Mansur, que deu lugar a uma luta interna no grupo e levada a cabo pela família do antigo líder, que se recusou a jurar lealdade ao novo "emir" da rebelião islâmica.

Devido a esta falta de unidade nas suas fileiras, o envolvimento dos talibãs nas conversações de paz lançadas no início de julho com o Governo afegão é incerto.

Entretanto, o ataque de hoje contra a força de intervenção rápida da polícia da província de Logar, já reivindicada pelos talibãs, mostra que o seu espírito de luta desde a queda do seu regime no Afeganistão, em 2001, ainda continua.

O Ministério do Interior afegão confirmou que se trata do primeiro ataque suicida desde a eleição do mullah Mansur como líder dos talibãs.

17 mortos na queda de um helicóptero militar

A queda de um helicóptero militar no Afeganistão, hoje, devido a um problema técnico, provocou 17 mortos, 12 soldados e cinco membros da tripulação, anunciaram as autoridades locais e militares.

"Dezassete pessoas foram mortas, 12 soldados e cinco tripulantes", disse um general da Força Aérea afegã, sob anonimato.

O acidente ocorreu em Shinkay, na província de Zabul (sul).

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28