sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos seis mortos em ataque dos talibãs no Afeganistão

Pelo menos seis pessoas morreram hoje num ataque suicida dos talibãs contra a polícia afegã, a sul de Cabul, no primeiro ataque dos rebeldes islâmicos desde o anúncio da morte do seu líder, mullah Omar, na semana passada. Num outro incidente, 17 pessoas morreram na queda de um helicóptero militar.

APTN/SIC

Segundo o governador da província de Logar, Halim Fedaye, um bombista suicida, ao volante de um camião, fez-se explodir diante do posto de polícia de Pul-e Alam, capital provincial, a cerca de cem quilómetros a sul de Cabul.

"A explosão foi tão potente que três prédios ao redor foram fortemente atingidos", disse à agência AFP Mohammad Qari Wara, chefe adjunto da polícia provincial, avançando um balanço de seis mortos, entre os quais três polícias e três civis, e três feridos.

Um assessor do governador confirmou este número à AFP.

Entretanto, uma outra fonte policial referiu à agência EFE que há oito mortos e 20 feridos, entre os quais mulheres e crianças.

O anúncio da morte do mullah Omar provocou a rápida eleição do seu sucessor, mullah Akhtar Mansur, que deu lugar a uma luta interna no grupo e levada a cabo pela família do antigo líder, que se recusou a jurar lealdade ao novo "emir" da rebelião islâmica.

Devido a esta falta de unidade nas suas fileiras, o envolvimento dos talibãs nas conversações de paz lançadas no início de julho com o Governo afegão é incerto.

Entretanto, o ataque de hoje contra a força de intervenção rápida da polícia da província de Logar, já reivindicada pelos talibãs, mostra que o seu espírito de luta desde a queda do seu regime no Afeganistão, em 2001, ainda continua.

O Ministério do Interior afegão confirmou que se trata do primeiro ataque suicida desde a eleição do mullah Mansur como líder dos talibãs.

17 mortos na queda de um helicóptero militar

A queda de um helicóptero militar no Afeganistão, hoje, devido a um problema técnico, provocou 17 mortos, 12 soldados e cinco membros da tripulação, anunciaram as autoridades locais e militares.

"Dezassete pessoas foram mortas, 12 soldados e cinco tripulantes", disse um general da Força Aérea afegã, sob anonimato.

O acidente ocorreu em Shinkay, na província de Zabul (sul).

Lusa

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.