sicnot

Perfil

Mundo

Violino Stradivarius roubado há 35 anos devolvido

Um violino Stradivarius, desaparecido há 35 anos, foi encontrado e entregue pela ex-mulher do suspeito de o ter roubado ao violinista polaco Roman Totenberg.

O violino, que agora vale milhões, vai ser entregue às filhas de Roman Totenberg, depois de estas concordarem em tribunal devolver à seguradora os 250 mil euros pagos ao pai aquando do roubo.

O violino, que agora vale milhões, vai ser entregue às filhas de Roman Totenberg, depois de estas concordarem em tribunal devolver à seguradora os 250 mil euros pagos ao pai aquando do roubo.

FBI NEW YORK / HANDOUT

O roubo aconteceu em 1980, na cidade de Cambridge, estado norte-americano de Massachusetts.

O instrumento foi descoberto entre os pertences de Phillip Johnson, depois daquele que chegou a ser suspeito do roubo ter morrido. A ex-mulher de Johnson decobriu o violino e verificou que tinha sido construído no século XVIII, mais concretamente 1734, pelo construtor de violinos italiano Antonio Giacomo Stradivari.

O violino, que agora vale milhões, vai ser entregue às filhas de Roman Totenberg, depois de estas concordarem em tribunal devolver à seguradora os 250 mil euros pagos ao pai aquando do roubo.

Com a resolução deste mistério, resta apenas um único Stradivarius desaparecido no mundo: o Davidoff-Morini Strad, levado da casa da violinista austríaca Erica Morini, em 1995.

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Marcelo reúne-se na quarta-feira com Putin

    País

    O Presidente da República reúne-se na quarta-feira, em Moscovo, com o líder russo, Vladimir Putin, informou este domingo a Presidência. Marcelo Rebelo de Sousa estará na capital da Federação Russa para assistir ao jogo da seleção portuguesa na fase final do Mundial de Futebol com a equipa de Marrocos

  • Novo busto de Ronaldo foi pedido pelo Museu CR7
    2:07
  • Grécia e Macedónia assinam acordo histórico
    2:02

    Mundo

    A Grécia e a Macedónia assinaram um acordo histórico para mudar o nome da antiga República Jugoslava para República da Macedónia do Norte. Em causa está um problema diplomático entre os dois países que dificultou os planos da Macedónia em aderir à União Europeia e às Nações Unidas.