sicnot

Perfil

Mundo

Nagasaki assinala os 70 anos do bombardeamento atómico

Nagasaki assinala os 70 anos do bombardeamento atómico

Três dias depois de Hiroshima, Nagasaki, no sudoeste do Japão, assinala os 70 anos do bombardeamento atómico que ficou para a história como uma das maiores tragédias mundiais. Num segundo terão morrido entre 40 a 80 mil pessoas.

  • Sinos em Hiroshima tocaram à hora do bombardeamento atómico há 70 anos
    2:03

    Mundo

    Dia 6 de Agosto. Há 70 anos a humanidade despertava para a era atómica. Na cidade japonesa de Hiroshima estão a decorrer as cerimónias dos 70 anos do lançamento da primeira bomba atómica que atingiu o país. Esta manhã foi feito um minuto de silêncio pelas vítimas à hora exata a que foi lançada a primeira bomba pelo avião norte-americano Enola Gay.Durante a noite, cerca de duas centenas de pessoas marcharam pelas ruas da cidade com lanternas de papel.

  • Adeptos do Sporting gritaram "Joguem à bola"

    Desporto

    Depois da eliminação da Taça de Portugal, o autocarro do Sporting deixou o Estádio Municipal de Chaves em clima de grante tensão. Vários adeptos leoninos protestaram contra a equipa e pediram explicações.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.