sicnot

Perfil

Mundo

Papa recorda bombardeamento nuclear a Hiroshima e Nagasaki

O papa Francisco recordou hoje o bombardeamento nuclear contra as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, um facto que disse ser "um chamamento perene" da humanidade para que repudie a guerra e acabe com estas armas.

ETTORE FERRARI

Na saudação dominical que hoje, que coincidiu com o septuagésimo aniversário do bombardeamento atómico norte-americano contra a cidade japonesa de Nagasaki, depois de ter recordado o ataque a Hiroshima na passada quinta-feira.

"Há setenta anos, a 6 e a 9 de agosto de 1945, ocorreram bombardeios atómicos tremendos em Hiroshima e Nagasaki. Depois de tanto tempo, este trágico evento suscita ainda horror e repulsa", disse o papa Francisco.

O líder da igreja católica acrescentou que "este facto converteu-se num símbolo do poder desmesurado do homem quando faz um uso perverso dos progressos da ciência e da tecnologia e constitui um chamamento perene da humanidade, para que repudie para sempre a guerra e acabe com as armas nucleares".

Além disso, o papa enviou, também hoje, uma missiva aos jovens que participam no Encontro Europeu, que termina em Ávila, Espanha, apelando "a que não se resignem a uma vida medíocre e sem aspirações".

A mensagem foi lida pelo porta-voz e secretário da Conferência Episcopal Espanhola (CEE), José Maria Gil Tamayo, na missa de encerramento do Encontro Europeu de Jovens, que juntou esta semana em Ávila (Espanha) mais de 6.000 jovens europeus, norte-americanos, brasileiros, argentinos e australianos.

Na mensagem, o papa apelou aos jovens para que "não se conformem com uma vida medíocre e sem aspirações" e para que "se esforcem, por outro lado, a crescer numa vida de profunda amizade com Cristo".

Ao mesmo tempo, o papa instou-os a "reconhecer o imenso dom recebido no batismo", que leva os cristãos "a trazer o amor de Cristo para aqueles que são iguais".

Lusa

  • Sinos em Hiroshima tocaram à hora do bombardeamento atómico há 70 anos
    2:03

    Mundo

    Dia 6 de Agosto. Há 70 anos a humanidade despertava para a era atómica. Na cidade japonesa de Hiroshima estão a decorrer as cerimónias dos 70 anos do lançamento da primeira bomba atómica que atingiu o país. Esta manhã foi feito um minuto de silêncio pelas vítimas à hora exata a que foi lançada a primeira bomba pelo avião norte-americano Enola Gay.Durante a noite, cerca de duas centenas de pessoas marcharam pelas ruas da cidade com lanternas de papel.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.