sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Sul acusa Norte por mina terrestre e ameaça com "mão pesada"

A Coreia do Sul acusou hoje a Coreia do Norte pela instalação de uma mina terreste que feriu dois soldados numa missão de patrulha na semana passada, e ameaçou fazer "pagar um preço elevado" a Pyongyang pela alegada agressão.

© POOL New / Reuters

"As nossas forças armadas... vão fazer a Coreia do Norte pagar um preço elevado, proporcional à sua provocação", disseram em comunicado os chefes de Estado Maior da Coreia do Sul.

Dois soldados sul-coreanos ficaram feridos hoje na sequência de uma explosão na Zona Desmilitarizada (DMZ), perto da fronteira com a Coreia do Norte, que terá resultado de um acidente embora se aguarde uma investigação mais exaustiva.

A explosão ocorreu às primeiras horas de terça-feira da semana passada em Yeoncheon, na província de Gyeonggi, no noroeste da Coreia do Sul, disse um porta-voz do Ministério da Defesa à agência Efe.

As autoridades sul-coreanas analisam a possibilidade de um dos dois militares ter pisado uma das minas enterradas na parte sul-coreana da DMZ, considerando praticamente descartada a hipótese de um eventual envolvimento da Coreia do Norte no incidente, de acordo com os 'media'.

Os soldados sofreram ferimentos graves nas pernas, estando a receber tratamento num hospital militar.

Apesar do seu nome, a DMZ é uma das fronteiras mais militarizadas no mundo.

Trata-se de uma faixa de terreno com cerca de quatro quilómetros de largura e 248 quilómetros de extensão, com vedações eletrificadas, campos minados e paredes antitanque.

Lusa

  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54